31 de out de 2010

Nós sabemos que Irmã Dulce é uma SANTA!!!



Jornalista se recuperou de gravíssimo acidente graças a um milagre de Irmã Dulce


19-04-2006 10:04:44


Da Redação: Fonte - Obras Sociais Irmã Dulce
http://www.informesergipe.com.br/pagina_data.php?sec=11&&rec=12702&&aano=2006&&mmes=4


Entre os mais de quatro mil depoimentos que relatam curas que os devotos acreditam milagrosas e operadas pela Fé em Irmã Dulce, freira baiana falecida em 13 de março de 1992 e com processo de beatificação em andamento no Vaticano, o caso mais recente é o da jornalista Luciana Dias, que em 13 de dezembro de 2005 foi vítima de um gravíssimo acidente de ônibus na BR 482 em Minas Gerais e deparou com a perspectiva de ficar paraplégica ou morrer.



Presa entre as ferragens do veículo, que despencou de uma ribanceira de 40 metros, Luciana ficou quatro horas e meia esperando ser resgatada, teve hipotermia, quebrou 11 costelas que perfuraram seu pulmão, ocasionando um hidropneumotórax, e inúmeras fraturas, incluindo a de três vértebras (L1, L2 e L3) da coluna, o achatamento da T 2, e um edema na medula. Devota há anos de Irmã Dulce, a jornalista teve uma recuperação considerada inexplicável pelo médico Marcos Lopes da Clínica COT em Salvador, para onde foi transferida a seu pedido.


Luciana conta que, após um atendimento inicial em Minas, onde foi tratada do hidropneumotórax, soube, das lesões na coluna 28 dias após, quando chegou em Salvador, que foram confirmadas em uma tomografia computadorizada no COT. Informada de que teria de ser operada com urgência, foi encaminhada no dia seguinte para um exame de ressonância magnética. Quando segundo seu relato, ao rezar durante a realização do exame, teve uma visão de Irmã Dulce. O resultado da ressonância surpreendeu a equipe médica: “Duas das fraturas, as mais graves, haviam se consolidado de forma misteriosa literalmente de um dia para o outro, e a terceira era de menor gravidade. O médico, espantado, suspendeu a cirurgia”, conta Luciana, que acredita que Irmã Dulce esteve com ela desde que, presa nas ferragens e desenganada por policiais e bombeiros que achavam que já estava morta, pediu sua intercessão. “Fui curada graças a um milagre de Irmã Dulce” garante Luciana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Salve salve!!
Se é de paz, pode chegar!!!